quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Você tem Medo de Mudar?


Estamos vivendo na era da mudança. Ter medo de mudar é o mesmo que ter medo de viver. Temos de estar flexíveis, pois tudo acontece num piscar de olhos.
Por que você e eu temos medo de mudar? Porque aquilo que já conhecemos é confortável. É mais fácil lidar com ambientes habituais, pessoas conhecidas, dialetos usuais, ditames tradicionais, tarefas costumeiras, comidas e costumes familiares. O habitual exige menos esforço. O novo requer flexibilidade e ousadia. Demanda investimento de tempo e reaprendizado. Para atingi-lo é necessário deixar a zona de conforto e questionar até mesmo aquilo que está dando certo, enfim, para desbravar é preciso ter coragem, vitalidade e energia em abundância.

Cada vez mais somos instigados a cultivar a ousadia, a fibra interior, pois o mundo é feito de mudanças. Para se chegar às transformações radicais da Revolução Francesa foram necessários milhões de anos. Daí até a revolução dos computadores, foram apenas dois séculos. E para a inteligência artificial, realidade virtual e engenharia genética bastaram duas décadas. Agora, o conhecimento humano dobra a cada dois anos.

Vivemos numa era de mudanças velozes e de viradas drásticas. Ter medo de mudar, hoje, significa ter medo de viver. Como tudo muda tão rápido, a transformação ocorre, com ou sem o nosso consentimento. Se o medo de mudar nos vencer, andaremos amedrontados, resistindo com unhas e dentes. Mas essa atitude não impedirá que as coisas mudem. Pelo contrário, seremos arrastados, mesmo contra a nossa vontade, por um universo em acelerado ritmo de mutação.

Em vez de amaldiçoarmos a mudança, podemos abençoá-la com idéias e ações inovadoras. Ao vencermos o medo de mudar, despertamos o nosso ímpeto interior. Ao optarmos pela coragem, vivemos criativamente e enriquecemos o processo. Enfim, nos transformamos em agente de mudança: lideranças positivas. Atuamos como verdadeiros faróis marítimos, iluminando as rotas das inexoráveis transformações humanas. Então, saia da inércia e se transforme num agente de mudança!
Ömar Souki

9 comentários:

Cristiane disse...

Estou só fazendo uma visitinha rápida ao seu blogs. Achei interessante e vou retornar em outra oportunidade para ver melhor.
grande abraço!!

Ana disse...

Ests pergunta é muito interessante. Minha resposta é não pois as mudanças são necessárias para o nosso crescimento, elas acrescentam muitos conhecimentos que podemos repassar as outras pessoas.

juvite disse...

Nossa, dá até medo de tantas mudanças.Lógico q são necessárias e precisamos delas.
O medo maior é o príncipio, depois...dá-se um jeito.

Célia M. C. Dalpasquale disse...

Não tenho medo de mudanças, claro que elas desacomodam, mas medo não.Procuro me dedicar ao máximo para absorvê-las e incluí-las em meu dia-a-dia.Abraços.

Adriana disse...

Bem propício esse texto/mensagem. É necessário pensar a nossa condição humana diante as mudanças diárias.
Abraços!!!

Marilussi disse...

Toda mudança causa medo, insegurança. Só que não temos mais como voltar atrás. A vantagem é que quanto mais avançamos mais aprendemos. Isso assusta mas ao mesmo tempo encanta.

sonaide disse...

Mudar assusta,mas é necessário para que possamos acompanhar a evolução dos tempos tecnológicos.
Adorei o blog. Parabéns !!!

Professor Olivo Ceron disse...

Realmente temos medo em quase todas as mudanças, porém a nossa vida é feita de momentos e cada momento é diferente. Vivemos atropelados e atropelando quase tudo e todos, porém necessitamos de muita força e coragem e também competência para acompanhar tantas inovações, caso contrário ficaremos sempre para trás.
Não tem outro jeito, as mudanças estão em nosso caminho e nós devemos seguí-las.
Um abraço!

Valdirene Delfino disse...

O novo sempre assusta,mas as evoluções acontecem de forma tão rápida que muitas vezes acabamos mudando, evoluindo e quando nos damos conta já aconteceu e você já está inserido nesse universo fantástico e necessário da tecnologia.