"Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”. Paulo Freire

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Apresentações de Power Point animadas atrapalham aprendizado?

Um estudo realizado por Stephen Mahar e colaboradores, na Universidade da Carolina do Norte (EUA), releva que aulas e palestras acompanhadas de apresentações animadas no Power Point impactam negativamente no aprendizado dos estudantes.
Para saber mais - PowerPoint: amigo ou inimigo?

3 comentários:

Cristiane disse...

Aguardando comentários.

Anônimo disse...

Interessante! Nunca havia penssado neste assunto. Mas depois de lêr e refletir sobre "apresentação de Power Point animados" para a compreensão de conteúdos em sala de aula passei a por em xeque a eficiência desta metodologia de ensinar. Concordo com os pesquisadores que os conteúdos apresentados de forma animada poderá levar o estudante a receber as informações e conteúdos com menos seriedade dando ênfase aos aspectos mais distrativos que leva o aparelho cognitivo a interpretar como um momento de relax intelectual. Acredito que a tecnologiatem um papel fantastico no auxilio pedagígico para o prfissional da educação. Porém, tudo deve ser usado com critérios didáticos-pedagígicos para se obter o melhor resultado possível no ensino-aprendizagem.

Jozelene Delavi disse...

Apresentações são ferramentas também para Shows... Aula precisa desencadear processos mentais.
As apresentações de Power Point são recursos que auxiliam como âncora para uma exposição oral. As animações em excesso podem desviar a atenção conforme é citado pelo pesquisador Stephen Mahar e seus colegas. O que precisa animar é o conteúdo e o apresentador. Deve-se manter o foco no conteúdo veiculado. Em alguns formatos de apresentação os efeitos e as animação podem representar dispersores e ao invés de facilitar, desviam a atenção.
Mas devemos lembrar sempre que todos os instrumentos e estratégias devem aprimorar a condução de estímulos administrada pelo professor apresentador.