"Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”. Paulo Freire

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Facebook X Internet Segura

Matéria publicada no Jornal da Manhã, 09/04/2014
Fan Page que divulga fotos de meninas gera discussão na turma do 6º ano do Colégio 31 de Março. Crianças foram orientadas a usar internet com consciência
A matéria “Polícia procura criador da página Santinhas de PG” (publicada dia 01 pelo Jornal da Manhã), sobre uma fan page criada no Facebook que trazia fotos de adolescentes com roupas íntimas e em poses sensuais, serviu de base para a professora do Colégio Estadual 31 de Março, Nilcéia de Mello Wrobel, conversar com a turma do 6º ano ‘C’ sobre como as crianças utilizam essa rede social.
De acordo com Nilcéia, a maioria dos alunos (com idade entre 10 e 11 anos) da turma possui perfil no Facebook, no entanto, esta plataforma, em teoria, permite cadastro apenas de adolescentes maiores de 13 anos. Por isso, o assunto foi pertinente para a discussão. Ela orientou a conduta e falou sobre os perigos que podem existir nas redes quando não sabemos como navegar na internet.
Após a conversa inicial, as crianças puderam ler a matéria e discutir sobre o assunto, a partir de um acontecimento real, e logo se posicionaram a respeito. “Na nossa opinião, isso não foi culpa só do criador da página, mas também de todos que curtiram, que seguiram a página e das meninas bobas sem consciência que enviaram as fotos. Tomara que o criador da página seja preso e as garotas recuperem-se de tudo isso”, ressaltam as alunas Jenefer Claudia Barbosa e Geovane Rogante dos Santos.
A discussão foi importante para as crianças, e todos agora têm mais co
nsciência de que não devem se expor a estranhos na internet e que é necessário ter o acompanhamento e o auxílio dos familiares, indicando os sites seguros e ideais para a idade delas. “Tentei fazê-los refletir sobre a importância dos pais estarem acompanhando os relacionamentos virtuais deles e que, principalmente, não adicionassem pessoas estranhas”, conta Nilcéia.

Quem já trabalhou o assunto na escola? 

Algumas instituições preocupadas com o Uso da Internet, construíram  materiais para auxiliar os pais e as escolas, como:






Nenhum comentário: