"Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”. Paulo Freire

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Como a tecnologia mudou pequenos hábitos dos consumidores em 20 anos

Dica do Blog Educa Tube




O vídeo acima From Hitting Rec to Pressing Share, descobri na rede social, via portal Exame Informática, e trata-se de iniciativa da empresa Ericsson, que "disponibilizou um conjunto de pequenos vídeos nostálgicos que mostram como os hábitos dos consumidores mudaram nos últimos 20 anos devido à influência da tecnologia", no primeiro mostra a questão da mudança do hábito de ouvir música, via rádio convencional ou através de fitas K-7 que reproduziam e permitiam sua gravação, e hoje usasse música mp3 no smartphone, compartilhadas entre amigos e baixadas de sites e da própria web. 

No segundo vídeo, From Opening Hours to On-Demand, é mostrada a mudança em relaçao a assistir vídeos, do VHS para sites em streaming, tipo Netflix e outros: 


Depois, no terceiro vídeo, From Turning Pages to Swiping Screens , a mudança ocorre em relação à pesquisa, antes feita em enciclopédias e hoje online, em sites de busca, que podem ser acessados de variados locais, como smartphones, desktops, tablets etc: 



Por fim, no quarto vídeo, From Writing Back to Swiping Right, a mudança na relação entre encontros amorosos à distância, que antes eram feitos através de seções de correspondências de jornais e hoje em sites especializados de encontros, entre chats e comunicadores, via fone celular: 



Um ótimo material para um debate entre pais e filhos, professores e alunos, sobre as mudanças ocorridas em 20 anos (1995-2015), de como era a tecnologia em cada geração e como poderão ser os novos avanços para as futuras gerações e suas possibilidades de interação, não apenas social, mas educacional. 

De 1995 a 2015, muita coisa mudou, enquando equipamentos e tecnologias, mas os conceitos nem tanto, a forma de interação sim, bem diferente, mas a música, os filmes, o ato de pesquisar, os relacionamentos entre casais etc, ainda são necessários e entender essas mudanças, auxilia a estabelecer estratégias de unir usuários (pais e filhos, professores e alunos) e maquinários (seja de filmes, jornais, músicas, chats, internet, smartphones, tablets e tudo mais).

Nenhum comentário: