"Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”. Paulo Freire

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Correção das redações do Enem 2014

Alunos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio – Enem em 2014 e desejam saber mais a fundo como foi feita a avaliação de suas provas de Redação podem acessar o espelho de correção na página do exame. Dessa forma, é possível conhecer o resultado alcançado em cada uma das cinco competências avaliadas e, a partir daí, melhor compreender seus pontos fortes e fracos na disciplina de Redação.

No ano passado, foram avaliados, ao todo, 6.193.565 textos redigidos para a prova, que teve como tema “publicidade infantil em questão no Brasil”. A nota máxima foi alcançada por 250 textos. Foram entregues 280.903 provas em branco e 248.471 textos foram anulados, em sua maior parte, 217.339, por fugir do tema proposto.

Cada redação é avaliada por dois corretores independentes e, no caso de grande discrepância entre as notas, um terceiro corretor avalia o texto. Persistindo a discrepância, uma banca especial, formada por três membros, atribui a nota final. Em 2014, 2.695.949 redações foram avaliadas por um terceiro corretor e 283.746 textos tiveram suas notas definidas pela banca especial.

O desempenho na prova é avaliado de acordo com os seguintes critérios:

- Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa.

- Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

- Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

- Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

- Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Para acessar o espelho da correção, é preciso fornecer senha e CPF do aluno que prestou o exame. A visualização da correção visa, apenas, fins pedagógicos, não cabendo pedido de revisão das notas.

Com informações do Inep

Nenhum comentário: