"Continuo buscando, re-procurando. Ensino porque busco, porque indaguei, porque indago e me indago. Pesquiso para conhecer o que ainda não conheço e comunicar e anunciar a novidade”. Paulo Freire

terça-feira, 19 de julho de 2016

Fotos com celular

11 dicas para tirar fotos profissionais com seu celular

1. Limpar a lente

Parece uma coisa tão óbvia, e por isso é tão importante e está aqui no primeiro ponto.

Diferente de uma câmera profissional que os fotógrafos carregam em sua mala, protegida, o seu celular fica entre o seu bolso junto com o resto do chiclete do almoço, e o suor do seu rosto e dedos.

Esse é um dos principais motivos porque fotos de celular acabam ficando borradas. Nada mais é do que sujeira e gordura acumuladas na lente.

Se você estiver com uma camiseta de algodão ou tecido suave, é só dar uma passada leve pela lente e tirar as impurezas que estiverem por lá.

2. Usar sempre a câmera de trás

Em uma época em que as selfies acabam por serem mais populares que um prato feito, falar isso pode soar polêmico.

Mas a verdade é que a câmera frontal do seu celular tem uma resolução muito menor do que a câmera de trás.

Isso porque a câmera da frente foi feita mais para vídeo-conferência do que para fotos, enquanto a traseira tem mais megapixels, a unidade de resolução.

Então, a não ser que queira mesmo uma selfie, não use a câmera da frente.

3. Foco

Para garantir o foco da sua foto, você deve levar em consideração duas coisas, a configurações da câmera do seu celular e como estabilizar aquela peça que fica atrás da tela: você!

É importante aprender quais as configurações de foco que seu celular permite no momento das fotos. Muitos permitem alterações como foco manual (você define onde quer focar, ao invés de ser automático), e foco semiautomático avançado.

Mexendo nessas configurações é possível criar todo o tipo de efeito, ao se focar em um objeto e borrar o fundo, e o contrário.

4. Braços de aço

A segunda coisa diz respeito a você. Nesse momento você vai ser arrepender de ter fugido da academia, e aquele treino de braço para assistir netflix: aprenda a tirar fotos sem tremer.

Para isso, tente encontrar uma posição mais estável para segurar o celular. A maioria das pessoas sente mais firmeza que quando o braço está bem próximo do corpo ou todo esticado. Descubra qual a melhor opção pra você.

Apertar o botão que tira a foto com a outra mão evita tremidas também.

5. Regra dos Três

Agora que já falamos do básico de preparação vamos às dicas para tirar as fotos mesmo.

Na hora de definir sobre o que você vai enquadrar em uma foto existem várias regras conhecidas. A mais famosa e fácil de utilizar é a regra dos três.

A regra diz que nossos olhos são atraídos naturalmente por imagens divididas em 3 partes, com o objeto principal um pouco fora do centro.

Uma forma fácil de aplicar isso é de imaginar duas linhas horizontais e duas linhas verticais cortando a tela em tamanhos iguais. O objetivo é posicionar o objeto que você quer focar no encontro de duas dessas linhas.

Algumas câmeras vêm com essa opção de ativar as linhas na tela no momento da foto. Teste tirar algumas fotos com essa técnica e conte nos comentários a sua experiência!

6. Luz ambiente

Sobre a luz deve sempre estar atento à luz natural e uso do flash:

Veja de onde está vindo a luz ambiente. Se você tiver dificuldade, veja onde está formando a sombra dos objetos ao seu redor. Se estiver para esquerda você sabe que a fonte está na direita. Caso não tenha praticamente sombra, é porque a luz está vindo exatamente de cima do objeto.

Via de regra, você deve evitar que a luz esteja atrás do objeto foco da sua foto. Quando a luz está atrás, você só consegue ver a silhueta mas nenhum detalhe do objeto.

Para isso, posicione o objeto de frente para a fonte de luz, e tire uma foto exatamente na frente ou ao lado dele.

Caso você não possa evitar a luz ambiente vindo de trás do objeto, use o flash. Esse é o único caso que é recomendado usar o flash natural da câmera. Nos outros casos recorra à luz natural mesmo.

7. Momento ideal

Imagine que você está no ambiente mais bonito do mundo, uma paisagem incrível de tirar o fôlego, e em um momento em que a luz está sensacional. Em resumo, PERFEITO para a foto. Mas a cena está parada. Não tem nada acontecendo.

Você pode dizer que estou ficando louco de menosprezar um momento desse. Mas a verdade é que não tem nada para tornar uma ótima foto, inesquecível, do que ter alguma coisa para complementar.

Seja pessoas conversando ao fundo, animais se alimentando, ou pombas voando, qualquer coisa que você acrescente na foto que ajude a contar essa “história” é bem vindo.

Vamos combinar que tirar fotos de comida para o Instagram, ou de paisagens é muito fácil, e vai fazer da sua foto mais uma nas redes sociais.

Quando encontrar a cena perfeita, experimente com os elementos até encontrar uma que te brilhe os olhos!

8. Trabalhar a cena

Quando digo trabalhar a cena, o que quero dizer é: trabalhar a cena. Isso mesmo.

Não vivemos mais na época onde você comprava um filme com 12, 24 ou 36 fotos e tinha que escolher muito bem o momento do clique.

Hoje você pode tirar mais fotos por minuto que uma metralhadora automática e excluir as que não ficaram boas. Então, experimente com ângulos:

-Tire a foto de um lugar algo, e depois de um lugar baixo (agachar pode te fazer passar uma vergonha como quem quer ir no banheiro para o número 2, mas compensa no final).

– Saia da rotina e tira uma foto em formato de paisagem (de lado) e de pé

– Tira fotos de frente, e de ângulo lateral com o objeto no canto.

– Da esquerda para direita, da direita pra esquerda

– Tire fotos bem próximas e outras mais distantes

– Mude o foco para diferentes pontos da cena.

Enfim, o importante é testar variações e ver o que funciona. Ao invés de tirar uma foto e seguir, gaste uns minutos testando.

9. Proibido Zoom

Essa dica pode parecer estranha, mas não use o Zoom digital do seu celular. NUNCA!

Diferente dos zooms ópticos de câmeras profissionais, que se movimentam e saltam do aparelho, o zoom digital nada mais faz do que aumentar o tamanho dos elementos e cortar as bordas.

Em outras palavras, você teria o mesmo efeito se tirasse uma foto sem zoom, passasse para o computador, cortasse as bordas e aumentasse o tamanho.

Mas ao utilizar o zoom digital, além de fazer algo que você poderia fazer depois, ele ainda limita suas opções de edição por tirar pedaços da foto.

Tire fotos sem zoom, e se quiser faça os cortes depois.

10. Praticar, praticar, praticar

“É sério isso? Essa é a dica?”. Para muitas pessoas isso é uma dica totalmente desnecessária, já que enquanto viajam acabam acumulando mais fotos do que arquivos que recebem dos grupos de WhatsApp.

Mas, da mesma forma que você não espera que estudar 10 min de inglês por semana vai te deixar fluente em 6 meses, não espere melhorar suas habilidades de fotografia tirando fotos somente nas luas cheias. Se você tem gosto por fotos, brinque um pouquinho por dia testando alguns dos pontos acima.

E a não ser que você esteja buscando uma luz perfeita, e momentos únicos, a prática da fotografia vai ser tornar objetos e coisas do dia a dia em algo interessante. Deixar aparente uma nova forma de ver algo comum.

Então, mão na massa na câmera, e boas fotos.

11. Instagram

Por último, muito se fala sobre a foto em si. Mas depois de tirada, e se você quiser dar aquela editada para deixar a foto tinindo, perfeita?

A não ser que trabalhe com isso, editar no photoshop é mais difícil do que convencer um estrangeiro que não é todo o brasileiro que samba ou é a próxima promessa no futebol.

Para esse tipo de necessidade você pode usar o velho conhecido Instagram. Além do seu lado de rede social para compartilhamento de fotos, ele permite uma edição das fotos de uma forma muito fácil pela aplicação de filtros.

São muitas opções, e é impossível não conseguir tornar a sua foto um pouco mais profissional em simples toques na tela do seu smartphone.

Use e abuse do aplicativo e já compartilhe para todos os seus amigos poderem ver sua fotos e, quem sabe, ficar com uma vontade de perguntar “onde é?” e “quem tirou?”.

Fonte: Blog Viaje Mais

Outras dicas aqui.

Nenhum comentário: